Popular Posts

Blogroll

Usuários online

About

Minha lista de blogs

Uma doce Ironia "Doce"

Aqui você encontra frases e palavras que descrevem meu momento ... que me traduzem!


contato: manuella.a.sousa@gmail.com

“As palavras não nascem amarradas, elas saltam, se beijam, se dissolvem, no céu livre, por vezes um desenho, são puras, largas, autênticas, indevassáveis”.

Drummond

visualizações

Tecnologia do Blogger.

Siga por e-mail!

About Me

Minha foto
Manuela Alves
Adoro gente sincera e inteligente, letras de música, libélulas e cachorrinhos. Amo minha mãe, meu amor “Kim”, minha família e amigos. Adoro a noite, o céu e o vento, o frio, escrever, ler, assistir filmes com pipocas, chocolate, beijo na boca, edredom, risadas fora de hora, passear de mãos dadas, escutar historias dos mais velhos, muito queijo, lilás, fadas, cheiro de chuva, sorvete, dormir, conversar com minhas amigas até tarde da noite comendo brigadeiro de panela, carnaval, aniversário, adoro rock, violão e voz, MPB, adoro Zeca Baleiro, Ana Carolina, Clarice Lispector, Mario Quintana, telefonemas inesperados, e mais um tanto de coisas... Não necessariamente nessa mesma ordem... Não tolero a falsidade, e prefiro a sinceridade. Sou curiosa e generosa. Aposto nas pessoas e acredito em seu potencial, gosto de cantar alto mesmo que totalmente desafinada, carinho, fazer planos, aprender coisas novas, entre outras muitas coisas, VIVER. A única coisa que exijo e que não me ROTULE me CONHEÇA.
Visualizar meu perfil completo

Followers

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Domingo Doidoooo!! rsrsrsrs...
sábado, 20 de fevereiro de 2010
Pode invadir ou chegar com delicadeza, 
mas não tão devagar que me faça dormir.
Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar.
Acordo pela manhã com ótimo humor, mas...
permita que eu escove os dentes primeiro.
Toque muito em mim, principalmente nos cabelos 
e minta sobre minha nocauteante beleza.
Tenho vida própria, “mas não” me faça sentir saudades,
conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas 
e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando
este tipo de herança de seus pais. 
Viaje antes de me conhecer, 
sofra antes de mim para reconhecer-me um porto,
um albergue da juventude. 
Eu saio em conta, você não gastará muito comigo.
Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, 
elas serão raras e sempre por uma boa causa.
Respeite meu choro, me deixe sozinha, só volte quando eu chamar e...,
não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. 

( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?).
Seja mais forte que eu e menos altruísta!
Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça,
gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. 
Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto:
boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado,
você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade.
Leia, escolha seus próprios livros, releia-os.
Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos.
Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, 
não de boate que isto é coisa de gente triste.
Não seja escravo da televisão, nem xiita contra.
Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. 
Escolha um papel para você que ainda não

tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.
Me enlouqueça uma vez por mês (se for possível todo santo dia), mas me faça uma louca boa, 
uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: 
loba, boba, rouca, boca ...
Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal.
Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra a missa,
apresentar sua família... isso a gente vê depois ... se calhar ...

Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora.
Quero ver você nervoso, inquieto, NÃO (rsrsrs) olhe para outras mulheres,
tenha amigos e digam muitas bobagens juntos (finjo não gostar mais adoro ver você sorrir com eles).
Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas.
Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções.
Me rapte!
Se nada disso funcionar... Experimente me amar!!!


Martha Medeiros. 
sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010
-O amor é um exercício de jardinagem: arranque o que faz mal, prepare o terreno, semeie, seja paciente, regue e cuide.

-Esteja preparado porque haverão pragas, secas ou excessos de chuvas, mas nem por isso abandone o seu jardim.

-Ame quem está ao teu lado, aceite-a, valorize-a, respeite-a, dê afeto e ternura, admire e compreenda-a. Ame! Pois, a vida sem amor, não tem sentido. 

Autor desconhecido.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010
SOBRE O AMOR, ROSAS E ESPINHOS...

Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor.

O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições. Sem perdão não há amor. Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.

O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto."

O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar.

O poeta soube traduzir bem quando disse: "Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração!"

Bonito isso. Enxergar sonhos que antes eu não saberia ver sozinho. Enxergar só porque o outro me emprestou os olhos , socorreu-me em minha cegueira. Eu possuia e não sabia. O outro me apontou, me deu a chave, me entregou a senha.

Coisas que Jesus fazia o tempo todo. Apontava jardins secretos em aparentes desertos.

Na aridez do coração de Madalena, Jesus encontrou orquídeas preciosas. Fez vê-las e chamou a atenção para a necessidade de cultivá-las.

Fico pensando que evangelizar talvez seja isso: descobrir jardins em lugares que consideramos impróprios.

Os jardineiros sabem disso. Amam as flores e por isso cuidam de cada detalhe, porque sabem que não há amor fora da experiência do cuidado. A cada dia, o jardineiro perdoa as suas roseiras. Sabe identificar que a ausência de flores não significa a morte absoluta, mas o repouso do preparo. Quem não souber viver o silêncio da preparação não terá o que florir depois...

Precisamos aprender isso. Olhar para aquele que nos magoou, e descobrir que as roseiras não dão flores fora do tempo, nem tampouco fora do cultivo.

Se não há flores, talvez seja porque ainda não tenha chegado a hora de florir. Cada roseira tem seu estatuto, suas regras...

Se não há flores, talvez seja porque até então ninguém tenha dado a atenção necessária para o cultivo daquela roseira.

A vida requer cuidado. Os amores também. Flores e espinhos são belezas que se dão juntas. Não queira uma só. Elas não sabem viver sozinhas...

Quem quiser levar a rosa para sua vida, terá que saber que com ela vão inúmeros espinhos.

Mas não se preocupe. A beleza da rosa vale o incômodo dos espinhos... ou não.
 
Pe. Fábio de Melo



"A confiança é fruto de um relacionamento em que você sabe que é amado." 

Trecho do livro A Cabana.
segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010


"De repente se aprende que não se prende pássaros nem corações e que para estar junto não é preciso estar perto mas lá dentro."

(Antoine de Saint-Exupéry)

:(
sábado, 13 de fevereiro de 2010

F E L I Z   C A R N A V A L!!!
sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Jogos Mortais – versão mulher traída!

“Uma mulher chegou inesperadamente em casa e encontrou seu marido na cama com outra mulher.
Louca de raiva, ela pegou uma arma e arrastou o marido até a garagem.
Chegando lá, prendeu o pênis dele numa morsa em cima da bancada, apertou até ficar bem preso e retirou a alavanca da morsa para evitar que se soltasse.
Depois foi ao armário de ferramentas, retirou um serrote e colocou-o na bancada, ao lado do marido.
O marido gritou:
- Querida, você não vai cortar meu pinto, vai?
E ela respondeu com ar irônico:
- Não, você é que vai. Eu só vou botar fogo na garagem!”

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..... 

fonte: ex-tenso.blogspot.com
segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Fim de semana foi assim, cheio de chocolate e amor!

Ele ainda me pergunta se eu gostei?!? Será que ele ainda não entendeu que o meu mistério se resume na simplicidade das coisas?
 

sábado, 6 de fevereiro de 2010



“As pessoas são como os vinhos: a idade azeda os maus e apura os bons.” Cícero
Daí que hoje fico + idosa, + experiente, + esperta, + sem noção! Kkkkkkk...

VINTEEPOUCOSANOS


Adoro olhar pra trás e perceber que não fiz nada que me arrependesse, nada que me deixasse com peso na consciência, isso não significa que fui nesses 25 aninhos de vida uma Madre Manuela de Calcutá, fui chata, fiz cenas, fiz charme, amei, chorei, amo muito, fui atrás do que eu queria, não escondo e nunca escondi sentimento nenhum.
Vintecinco anos de meninices e espero continuar sempre assim, sendo menina e mulher nas horas certas!


 Sou como um vinho bom! ^^